3274-0104 - 3402-3721 - VIVO 9188-9889 - TIM 9602-2284 contato@jornalfolhadobatel.com.br

Horário de verão começa de sábado para domingo

A 44ª edição do horário de verão brasileiro começa neste dia 4 de novembro, quando os relógios precisarão ser adiantados em uma hora na virada de sábado para domingo. A medida reduz a demanda por energia no sistema elétrico durante horário de pico, entre 18h e 21h. A Copel estima conseguir alívio de carga de 4,5% no consumo simultâneo de energia nesse horário.

O horário de verão é adotado no Paraná, em Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal. A mudança nesta edição acontece até dia 16 de fevereiro de 2019.

Com dias mais longos do verão, o horário adiantado faz com que a rotina da população e das empresas não coincida com o acionamento da iluminação pública, aliviando a demanda por energia no fim da tarde, começo da noite.

A distribuição da demanda por energia no período alivia o funcionamento de usinas geradoras, subestações e linhas de transmissão. Com isso, embora aconteça uma diminuição do consumo de energia – em torno de 0,5%, equivalente apenas à redução na utilização de lâmpadas no início da noite – o objetivo principal do horário de verão é proporcionar alívio de carga no sistema elétrico.

Ao prevenir sobrecargas no sistema, essa diluição do pico de consumo no fim da tarde também evita o acionamento de usinas térmicas, que são mais caras – além de mais poluentes.

USO EFICIENTE – Ainda que o horário de verão alivie a demanda por energia entre 18h e 21h, outro horário de pico vem sendo registrado nos últimos anos, entre 14h e 15h. “Diversos fatores contribuem para esse comportamento, um deles é o uso do ar-condicionado, por isso é importante manter sempre em dia os hábitos de consumo consciente desses equipamentos durante o verão”, comenta o gerente de gestão da inovação da Copel, Gustavo Klinguelfus.

Entre os cuidados a serem tomados, estão a limpeza regular dos filtros, a manutenção das portas fechadas no ambiente e o controle das horas de uso. Aproveitar melhor a iluminação natural dos dias mais longos também é outra estratégia favorável nessa época para economizar energia.