3274-0104 - 3402-3721 - VIVO 9188-9889 - TIM 9602-2284 contato@jornalfolhadobatel.com.br

 

Alameda Dom Pedro II possui aproximadamente 13,07% estabelecimentos comerciais e está localizada no bairro de Batel , fica entre as Ruas Desembargador Motta e Rua Francisco Rocha tendo como continuação a Rua Hermes Fontes . No trecho da Rua Teixeira Coelho ela é identificada como rua sem saída por ser interrompida pelo condomínio Springfield.

Com mais de 499 domicílios, a Alameda Dom Pedro II caracteriza-se por 4,21% de domicílios constituído de casas, sobrados ou similares e 95,79% de edifícios de apartamentos ou conjuntos residenciais com vários domicílios de famílias distintas.
No século passado até o ano de 1912 a Alameda Dom Pedro denominava se Av. São Vicente, segundo acervo da Casa da Memória / Fundação Cultural de Curitiba , por existir na imediações um Asilo chamado São Vicente.

“ A Alameda Dom Pedro II, é para mim, a segunda Rua mais charmosa de Curitiba perdendo somente para a Av. Batel. Nela encontra se : shopping, casas históricas , o famoso Edifício Springfield , comércio, clínicas, colégio e muitos espaços gastronômicos resumidos em 4 quadras.”comenta o Chef Cristiano Mazalli, responsável pelo restaurante que leva o nome da rua . Ele cuida pessoalmente de todos os detalhes, tanto nos pratos no buffet e nos pedidos a la carte. O restaurante Alameda Dom Pedro possui um ambiente climatizado, agradável e amplo, mesas ao ar livre, de frente para a charmosa Alameda Dom Pedro II, mezanino e bar no segundo andar, e espaço para eventos .

Relembrando a história das polêmicas da Alameda Dom Pedro II no ano de 2008 na gestão publica do Prefeito Beto Richa foi cogitado uma intervenção onde se abriria a rua com a desapropriação do condomínio Springfield . Na época, apesar de considerar a intervenção viária importante para a região, a administração Beto Richa disseque não havia verba para desapropriar o terreno.

A constatação de que o terreno não é da prefeitura seria o motivo alegado para que o projeto fosse colocado na geladeira. Segundo o prefeito na época , a intervenção não resolveria o problema da região, pois só jogaria o tráfego para a Francisco Rocha.
O presidente do Ippuc ( Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba ), Augusto Canto Neto, disse que a obra melhoria o tráfego na região e consolidaria uma ligação entre o Batel e o Seminário, não descartou em entrevista cedida pela Gazeta do Povo na ocasião, porém, retirar o projeto da geladeira, no futuro. “A diretriz de arruamento que passa pelo Springfield não foi revogada”, avisa. “Se a Batel for transformada em via de sentido único, possivelmente a Hermes Fontes fará o sentido oposto e teremos de voltar a conversar sobre o assunto. Pode ser na próxima gestão ou até na outra, quem sabe.”

“Alameda Dom Pedro II é uma rua nobre, sempre gostamos do Batel, e por ficar próxima da Rua Alfêres Ângelo Sampaio, onde permanecemos por 9 anos , porém nos mudamos pra cá para ter um espaço maior em uma rua mais tranqüila, porem a única reivindicação ao meu ver é uma melhoria na iluminação dos postes da rua”. Comenta Fabiano Nava dentista e diretor da clinica Odhos Odontologia .