Com primoroso projeto gráfico e prefácio de Jan Gehl, chega ao mercado nova edição de obra marcante de Jaime Lerner

O arquiteto e urbanista Jaime Lerner costuma dizer que uma cidade precisa ser uma estrutura integrada de vida, trabalho e mobilidade. Seu tecido deve ser permeável, flexível, leve e dinâmico, priorizando o bem viver no espaço urbano. Para alcançar isso, quem pensa a cidade deve ter visão de futuro e um agir coerente, aliando sensibilidade, dimensão humana e inovação, e sempre respeitando a vocação de cada lugar.

Como compreender esse tecido urbano e seus problemas, e propor soluções adequadas? Talvez a única resposta possível seja deixar de lado a tendência a olhar a cidade como um ente indistinto, massificado, uniforme. E entender que para cada problema há uma solução particular. Uma intervenção acurada, que conjugue funcionalidade e arte, e valorize a identidade cultural e o bem-estar da população – como uma agulha de acupuntura, colocada com precisão para curar uma dor específica.

Jaime Lerner acredita nisso – na Acupuntura Urbana, título de uma de suas mais renomadas obras, escrita em 2003, e que ganha agora uma nova e luxuosa edição ampliada, em primorosa escolha da Travessa dos Editores, pequena editora curitibana com foco em obras especiais de assinatura única.

Além de incluir fotos e ilustrações, a nova edição tem prefácio de Jan Gehl, premiado urbanista dinamarquês cujo trabalho “conversa” com os valores de Lerner, pois ambos acreditam em uma “cidade para pessoas”, em que o planejamento urbano privilegie pedestres e ciclistas.

É impossível separar a figura de Jaime Lerner de soluções criativas e revolucionárias, que espalhou não só por Curitiba – onde foi prefeito por três vezes — como por várias cidades brasileiras e outras tantas pelo mundo, entre elas Caracas, Shangai, Seoul e Havana. Sua experiência nacional e internacional permitiu-lhe colecionar vivências, histórias e projetos que se apresentam como inspiração para melhorar as cidades. E tudo isso está nos textos e imagens distribuídos pelas 136 páginas de Acupuntura Urbana.

Considerado um dos 25 pensadores mais influentes do mundo em 2010, pela Time Magazine, Lerner mostra em Acupuntura Urbana que os movimentos para curar as feridas da cidade têm rostos variados. Pode ser a decisão de reviver um rio soterrado por uma via expressa, e revitalizar suas margens com áreas de pedestres e jardins, como aconteceu em Seoul (Coreia do Sul). Pode ser modificar o traçado das ruas ou o mobiliário urbano, ou adotar soluções práticas e criativas para problemas ordinários de lixo e trânsito, como em Curitiba. Engana-se, porém, quem pensa que tudo depende de obras grandiosas e caras. Na maior parte das vezes, diz Lerner, a diferença maior para a qualidade de vida de um lugar é a mudança de hábito de seus habitantes, é retomar a identidade cultural, é dar valor às pessoas que mobilizam o bairro. “A cidade não é o problema, a cidade é a solução”, define.

As histórias inspiradoras de Acupuntura Urbana serão compartilhadas por Jaime Lerner no lançamento do livro, no dia 17 de março, na Livraria da Vila, em Curitiba.

SERVIÇO:
Lançamento do livro Acupuntura Urbana, de Jaime Lerner, com a presença do autor.
Editora Travessa dos Editores, 136 páginas.
Data: 17 de março de 2020, das 19 às 21 horas
Local: Livraria da Vila, Shopping Pátio Batel (Av. Batel, 1868)