A obra de Tarsila do Amaral

Tarsila do Amaral costumava levar cachaça brasileira em suas viagens ao exterior. Ela enganava os funcionários da alfândega dizendo que era “álcool para passar na pele”.

“Abaporu”, sua tela mais famosa, foi leiloada na Christie’s de Nova York em novembro de 1995. O investidor argentino Eduardo Constantini arrematou-a por 1,5 milhão de dólares.
“É a pintura mais cara já feita por um artista brasileiro”.

Tarsila do Amaral fez a obra para dar de presente de aniversário a Oswald de Andrade, que na época era seu marido. Juntos decidiram batizá-la com a palavra tupi-guarani cujo significado é “homem que come”. O nome inspirou o escritor a redigir o Manifesto Antropofágico, em que propunha a “deglutição” da cultura europeia e sua reformulação com toques nacionais.

A pintora ficou presa durante um mês no Presídio do Paraíso, em São Paulo, durante a Revolução Constitucionalista de 1932.

Legenda : Tarsila cresceu e resolveu mostrar um de seus medos de infância pintando o “Abaporu” que na língua indígena significa homem que come carne humana